4 CRIPTOMOEDAS curiosas e suas histórias

Quer investir e não sabe por onde começar? Clique aqui: https://goo.gl/tcCUx6

Seu lance é criptomoedas? Saiba mais sobre essa moeda que pode superar o bitcoin: https://goo.gl/VDaGnA

Já pensou em acordar todos os dias R$ 228 mais rico? Veja como: https://goo.gl/SGE8Rf

_____________

Com tantas criptomoedas nesse mercado digital, algumas coisas bizarras tendem a aparecer. André Franco achou algumas e vai te mostrar as curiosidades das altcoins.

Se inscreva nas nossas newsletters semanais, inclusive na CryptoTalks do Vinícius Bazan e André Franco: https://goo.gl/ybaKL9

_____________

Você já deve saber que existem mais de mil moedas, além do bitcoin. Tanto eu, quanto o Vinícius aqui, a gente falou para você que existe tudo isso de moeda. Mas o que você não deve saber é que existem muitas moedas com nomes engraçados. E, além disso, essas moedas com nomes engraçados, de zoeira, às vezes, elas têm algumas coisas por trás. E é disso que eu vim falar hoje neste vídeo.

A primeira delas é a dogecoin (http://dogecoin.com/). Essa moeda tem nome de meme e de meme famoso, o Doge. Esse cachorro da raça Shiba foi eleito o meme de 2013, pela revista “Wired”, e alguns entusiastas de criptomoedas decidiram usar a sua imagem para lançar uma criptomoeda: a dogecoin. Pode até parecer uma piada, e foi, de fato, uma piada no início. Mas, então, um cara chamado Jackson Palmer, que trabalhava no departamento de marketing da Adobe, em Sydney, conseguiu chamar a atenção de um desenvolvedor, que achou a ideia engraçada e quis participar de tudo. Eles utilizaram o mesmo código do litecoin para então criar a dogecoin. Por isso, podemos dizer que essa moeda, baseada em meme, ela é meio que a neta do bitcoin – porque o litecoin seria o filho do bitcoin. Atualmente, ela possui mais de US$ 500 milhões em market cap, mas já atingiu um US$ 1 bi há pouco tempo atrás. Na sua curta história de vida, ela já ajudou uma equipe de bobsled jamaicana a ir para as Olimpíadas, também já levantou dinheiro para patrocinar uma equipe da Nascar e expôs o logo da Doge durante uma corrida. Apesar de ser uma moeda que eu não colocarei meu dinheiro, atualmente, ela é muito popular em países asiáticos e possui uma razoável comunidade dando suporte ao desenvolvimento e a popularização dessa moeda.

Agora eu queria falar de outras três moedas um tanto polêmicas: cannabiscoin (http://cannabiscoin.net/), potcoin (https://www.potcoin.com/) e paragoncoin (https://paragoncoin.com/). Todas essas criptomoedas têm alguma coisa em comum. Além do nome sugestivo, eu tive a oportunidade de acompanhar os ICOs dessas moedas e todos eles tiveram embaixadores famosos, como rappers e ex-jogadores. Além disso, essas três moedas visam resolver o problema que a indústria de maconha enfrenta nos Estados Unidos. De maneira bem sucinta e clara: o consumo e o comércio de maconha é liberado em diferentes níveis em alguns estados americanos. No entanto, não existe uma lei federal que regulamente o consumo ou o comércio. E, por isso, se cria um descasamento entre leis federais e leis estaduais. Em consequência disso, alguns bancos que seguem as leis federais não aceitam depósitos com dinheiro proveniente desse mercado. Isso cria um grande problema para as empresas que precisam armazenar os lucros das suas atividades e não conseguem fazer isso de uma maneira segura. É exatamente para resolver esse problema que a cannabiscoin, a potcoin e a paragoncoin surgiram. Para serem moedas dessas indústrias, fazendo que não seja necessário armazenar os lucros das empresas em bancos, mas sim em criptomoedas. A equipe por trás dessas moedas tem o desafio de convencer os players da indústria a adotar essa solução muito mais do que o próprio desenvolvimento do protocolo técnico. A questão é que as empresas não querem se complicar mais ainda com algo que não é regulado, já que os seus negócios já enfrentam problemas de legislações conflitantes. E se você gosta desse assunto criptomoedas, por favor, se inscreva na nossa newsletter que sai toda semana, no link aqui embaixo.

_____________

Gostou do vídeo? Curta e compartilhe

* Assine o Canal da Empiricus e acompanhe o nosso conteúdo independente.

http://www.empiricus.com.br

Instagram: http://instagram.com/empiricus
Facebook: http://www.facebook.com/empiricus
Twitter: http://twitter.com/empiricus
LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/empiricus_

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Flex Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top